Inteligência aplicada ao Negócio

Demandas, ações, resultados, impactos, tendências relacionadas com clientes, e nível de maturidade nas empresas

  • Daniela Ramos Teixeira Revie Inteligência Empresaria

Resumo

O presente artigo foi dividido em seções para facilitar a trajetória do leitor rumo ao conhecimento sobre Inteligência aplicada ao Negócio (Clientes, Comercial, e Competitiva/de Mercado) e as suas implicações no momento atual nas empresas e busca responder as perguntas sobre: Continuidade dos projetos de Inteligência aplicada ao Negócio nas empresas: ações e resultados; impactos nas entregas de Projetos de Inteligência aplicada ao Negócio: destaques e percepções úteis para as empresas; demandas de Inteligência aplicada ao Negócio e nível de maturidade das empresas da Inteligência de Mercado; e tendências em Inteligência aplicada ao Negócio.
A situação com a covid-19 impactou a entrega de projetos das áreas de Inteligência aplicada ao Negócio e o presente artigo mostra as diversas formas desse impacto divididas em cinco frentes avaliadas: Aceleração; mudanças nas entregas da área; reinvenção da área e negócio; budget; e telepresença/ teletrabalho.
Como uma das conclusões, as áreas de Inteligência aplicada ao Negócio (Clientes, Comercial, e Competitiva/de Mercado) nas empresas continuam entregando, mas priorizam o foco e o formato das entregas, mantendo o padrão de qualidade. As principais demandas de inteligência também foram mapeadas e divididas em quatro grandes frentes pela autora: 1º Inteligência de Clientes; 2º Monitoramento Geral; 3º Cenários e Tendências e 4º Concorrência. Para a elaboração do presente artigo a autora conversou com dez profissionais de cinco empresas de grande e médio porte de diversos setores.


 

Referências

Apptuts. Quais são as etapas do Funil de Vendas no CRM? Recuperado de https://www.
apptuts.net/tutorial/web/quais-sao-as-etapas-do-funil-de-vendas-no-crm/

Beers, A. (2020). Tendências de dados que definirão 2020. Recuperado de https://www.tableau.com/pt-br/about/blog/2020/2/data-trends-will-shape-2020.

Godet, M. (1993). Manual de prospectiva estratégica : da antecipação à ação. Lisboa: Publicações Dom Quixote.

Kotler, P. (1996). Administração de Marketing. São Paulo: Editora Atlas S.A., 1996.

Tableau (2018). Design’s hidden influence: What data analysts can learn from leading designers and psychologists. Recuperado de https://www.tableau.com/learn/whitepapers/designshidden-influence.

Qlik Tech International. (2020). As tendências de BI e dados para 2020: analytics sozinho não é mais suficiente. Recuperado de https://www.qlik.com/pt-br/-/media/files/resource-library/br/register/ebooks/eb-2020-data-and-bi-trends-br.pdf.

Tableau. (2020). Relatório de Tendências de Dados. Recuperado de https://www.tableau.com/pt-br/reports/data-trends.

Tableau. (2019). Tendências de Business Intelligence. Recuperado de: www.tableau.com/ptbr/reports/business-intelligence-trends/machine-learning.

Pettey, C. (2018). Use data and analytics to tell a story. Recuperado de https://www.gartner.com/smarterwithgartner/use-data-and-analytics-to-tell-a-story/.

Strohm, A. (2019). How data-driven storytelling helps your marketing stand out. Recuperado de: https://www.tableau.com/about/blog/2019/5/how-data-driven-storytelling-helps-yourmarketing-stand-out.

Wright, J. T. C., & Giovinazzo, R. A. (2000) Delphi – Uma Ferramenta de Apoio ao Planejamento Prospectivo. In Caderno de Pesquisas em Administração, São Paulo, 1(12).

Teixeira, D. R. (2010). Cenários : diferencial estratégico em Inteligência Empresarial. Recuperado de http://www.revie.com.br/site-artigo?id=17.

Teixeira, D. R. (2009). Rede de Valor para Inteligência Empresarial. Revista da ESPM, 16(1), jan/fev, 80-90. Recuperado de http://www.revie.com.br/site-artigo?id=152.

Revie Inteligência & Neurobranding Lab. (2020). Live Inteligência de Mercado e Neurobranding.
Recuperado de: https://www.youtube.com/watch?v=Dlby0XaYE2s
Publicado
2021-04-27
Como Citar
TEIXEIRA, Daniela Ramos. Inteligência aplicada ao Negócio. International Journal of Business Marketing, [S.l.], v. 6, n. 1, p. 114-126, abr. 2021. ISSN 2447-7451. Disponível em: <http://www.ijbmkt.org/index.php/ijbmkt/article/view/166>. Acesso em: 17 set. 2021.
Seção
Palavra Executiva